Londres e Paris com crianças: um breve relato

2 jul

Um dos maiores prazeres que tenho na vida é viajar! Seja dentro do meu país ou para o exterior, viajar é sempre uma oportunidade de descobrir novos lugares: arte, cultura, história, gastronomia, paisagens, idiomas… Todas essas descobertas podem ser mais encantadoras ainda quando viajamos com crianças!

Ainda grávida do meu Ben, vivia dizendo que na hora certa ele iria “ganhar o mundo” com a gente! Antes, porém, fizemos alguns “ensaios” que foram fundamentais para decidirmos o momento em que faríamos uma viagem mais longa com ele: viajamos com ele algumas vezes para a casa dos bisavós no Sul e fizemos viagens curtas para cidades próximas, como Fortaleza e Belém. Como ele correspondeu muito bem aos “ensaios”, decidimos que 04 anos, não mais dependente de fraldas e das comidinhas feitas em casa, seria a idade para carimbar o passaporte.

Ilustração por Tartaruga Feliz, para o guia "Londres e Paris com crianças"

Ilustração por Tartaruga Feliz, para o guia “Londres e Paris com crianças”

A escolha do destino foi proposital: Londres e Paris. Duas cidades que adoramos e que conhecemos bem. Além disso, Ben já reconhecia e identificava alguns pontos turísticos desses lugares em filmes, desenhos, livros, revistas. Aproveitamos para fazê-lo participar da montagem da viagem, ajudando a elaborar o roteiro, mostrando fotos dos lugares que iríamos visitar, contando um pouco da história das duas cidades, perguntando o que ele gostaria de conhecer, explicando como aconteceria a viagem e respondendo às dezenas de curiosas perguntas que surgiam. Afinal, viagem é uma ótima oportunidade para aprendizagem!

Escolhemos o mês de maio para nossa aventura, meia estação, primavera. Seria exatamente 1 mês viajando: uma semana em Londres e três semanas em Paris. A viagem exigiu uma preparação bem antecipada, tanto financeiramente quanto em organização. Além disso, tivemos que conviver com dezenas de perguntas de pessoas próximas: um mês com uma criança no exterior? Ele vai aguentar andar muito? Ele vai lembrar de alguma coisa no futuro? Ele não vai ficar entediado? Não nos deixamos influenciar e fomos perseverantes: sempre acreditamos que a criança que experimenta e vivencia, valida o que aprende em casa e na escola, ganha autonomia, dá sentido ao conhecimento adquirido, amplia seus horizontes permitindo uma compreensão maior do mundo em que vivemos com todas as suas semelhanças e diferenças; coisas que o acompanharão para o resto da vida.

Um ponto fundamental, foi organizar a viagem voltada para a criança, no caso, para o Ben. Foi uma viagem em família, onde tudo (ou quase tudo!) foi pensado para ele. Claro que reservamos alguns momentos individuais (uma ida à alguma loja, um passeio proibido para crianças, uma voltinha pelo bairro à noite), mas foram poucos. O intuito da viagem era explorar e (re)descobrir juntamente com o Ben as duas cidades. Por isso, respeitamos o seu ritmo, os seus horários, a sua disposição, o seu humor.

Imagem Google

Imagem Google

Dá trabalho viajar com criança? Depende. Depende da criança e da maneira como os pais definem “dar trabalho”. No nosso caso, foi bem tranquilo. Ainda assim, acho que vale a pena tentar, nem que seja uma viagem curta, para perto. Depois pode ir aumentando os dias, lugares mais distantes. Tenho dezenas de bons exemplos de pais que viajam com seus filhos e relatam experiências maravilhosas.

A nossa experiência nos mostrou o quão divertido é viajar com uma criança. Nos permitiu olhar com o olhar de uma criança, coisas que nunca tínhamos percebido. Nos permitiu emocionar-nos com momentos tão simples, tão puros, tão ingênuos. Nos fortaleceu como família. “Viajar é mudar a roupa da alma”!

Esse relato é apenas o primeiro de alguns posts que publicarei aqui no It Babies sobre nossa viagem, com várias dicas de passeios, hospedagem, restaurantes, diversão e outras coisinhas bem interessantes que descobrimos por lá.

Espero que gostem!

8 Respostas to “Londres e Paris com crianças: um breve relato”

  1. Renata 2 de julho de 2015 às 10:46 #

    Adorei o relato… agora vou esperar ansiosa pelas dicas e descobertas !!

    Curtir

    • analcarneiro 2 de julho de 2015 às 10:52 #

      Renata, obrigada! Vocês foram nossa fonte de inspiração desde aquela viagem que fizemos juntos para a Argentina!

      Curtir

  2. erica vanessa 2 de julho de 2015 às 13:02 #

    Nossa q viagem enriquecedora para o Ben. Até hj lembro da viagem q fiz através do seu álbum. Muito lindoo

    Curtir

    • analcarneiro 4 de agosto de 2015 às 22:56 #

      Já, já postarei mais dicas!

      Curtir

  3. Clayanne Sousa Falcão Barreto 3 de julho de 2015 às 09:49 #

    Amei o post, aliás todos, relato honesto, minucioso e caprichoso! Bjins

    Curtir

    • analcarneiro 4 de agosto de 2015 às 22:56 #

      Obrigada, Clayanne! Já, já postarei mais dicas!

      Curtir

  4. Elaine Barros 3 de julho de 2015 às 14:02 #

    Espero que gostem?! Já gostei! Rs…
    Vou ficar aqui atenta para quando Rickinho estiver maior.
    Bjo

    Curtir

    • analcarneiro 4 de agosto de 2015 às 22:57 #

      Obrigada, Elaine! Isso aí, explorar o mundo com esses pequenos é bom demais!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: