Acupuntura infantil

19 jul

Nos últimos anos, a acupuntura vem sendo mais divulgada e utilizada no Brasil. O que parece uma “novidade” existe há mais de 5.000 anos e consiste em diagnosticar e estimular pontos específicos do corpo onde se encontram muitas terminações nervosas, para obter diferentes efeitos terapêuticos conforme o caso tratado.

O que ainda pouco se fala é sobre o uso da acupuntura em crianças, pois existe a questão das “malfaladas” agulhas, temidas também pelos adultos e que muitas vezes passam este medo para os pequenos.

Segundo o acupunturista Marcelo Stehling de Queiroz, com a evolução da técnica das agulhas, várias outras formas de tratamento são utilizadas, como o laser, os cristais, o silício, a acupressão (manipulação de pontos com as mãos e dedos), a pressão com sementes. Técnicas que fazem com que neurotransmissores ajam pelo organismo todo.

Pedro, 4 anos, usando SILÍCIO para tosse e secreção pulmonar

Pedro, 4 anos, usando SILÍCIO para tosse e secreção pulmonar

A procura pela Medicina Tradicional Chinesa (MTC*) tem aumentado muito. Com a ampliação dos casos de hiperatividade, intolerância alimentar, restrição à lactose, ansiedade, déficit de atenção, baixa imunidade, alergias respiratórias, dentre outros, o emprego da acupuntura e da MTC tem aumentado também.

Os resultados costumam aparecer nas primeiras sessões, apesar do tratamento muitas vezes ser longo, porém, eficaz. Lembrando que temos que olhar a criança como um todo: mudanças de hábitos, atividades físicas adequadas, além de cuidado e carinho, que são fundamentais para o sucesso do tratamento.

Muitas vezes o tratamento começa com sementes, por exemplo, passando depois para as agulhas, sem o menor trauma, de forma natural, pois a própria criança percebe a evolução e passa a confiar  no terapeuta. Geralmente as  crianças se comportam de forma muito receptiva. Uma boa avaliação é a base para o tratamento. A acupuntura ajuda a canalizar o excesso de energia.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a acupuntura tem propriedades preventivas, profiláticas e curativas. A prevenção, modalidade pouco usada  no modelo de saúde ocidental, é amplamente difundida no oriente: MELHOR QUE TRATAR É NÃO ADOECER! Passamos por variações climáticas bruscas, alimentos cada vez mais artificiais e um ritmo de vida acelerado. Fatores estes que contribuem para o aparecimento das doenças. Se estivermos mais preparados, física e emocionalmente, estes fatores perversos podem ser minimizados fazendo com que tenhamos uma vida saudável, mesmo com as adversidades.

Apesar do crescimento e divulgação da acupuntura, a mesma ainda é vista como “coisa mística”. Na verdade, a acupuntura oferece uma visão diferente da que estamos acostumados no tocante à saúde, o que pode ser notado logo na anamnese, avaliação feita geralmente na primeira sessão com a criança juntamente com os pais e cuidadores. O bem estar vem da correta distribuição das energias que pode ser buscada através da acupuntura.

O mais importante, no entanto, é escolher um bom profissional. Para isso, verifique se ele é filiado a entidades da área, peça referências, procure o nome dele na internet e converse com outros pacientes. Preste atenção se ele acalma seu filho e o envolve em todo o processo. O tratamento não tem contra-indicações.

*MTC.:Medicina Tradicional Chinesa, encampa as massagens, a acupuntura e a fitoterapia chinesa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: